Apenas uma mãe

Eu sempre sonhei em ser mãe, seja de menina ou de menino, ai um belo dia tcharã o positivo apareceu e para minha surpresa (já sabia que era menino de tanto o marido insistir) um gurizinho surge em minha vida, para fazer com que ela mudasse 100%... para melhor!

Isaque nasceu e me mostrou o lado doce e inocente da vida! A mudança é tanta que não me lembro nem de como era minha vida antes dele. Ser mãe de menino é espetacular, ainda mais do meu menino, cada dia que passa ele faz algo novo e diferente, na maior parte das vezes engraçado. Ele definitivamente é a cereja do meu bolo! O pingo do meu i! E se engana quem ache que meu mundo é só azul! É um arco-iris isso sim! Isaque me mostrou que sou sim capaz de amar outra pessoa alem de mim mesma, as vezes transbordo tanto amor e entrego todinho a ele.
MÃE
Isaque tem uma personalidade forte e não resiste a um doce, nesse aspecto ele puxou a mim! Ama dinossauros! Assiste o dia todo desenhos do tema, eu não aguento, logo tento ver outra coisa, obvio que voltada a ele! Ama brincar com a Mia, nossa gatinha! Ela meio que tenta fugir dele, mas nem sempre consegue. Meu Felício.

Ser mãe de menino é tudo de bom, é uma coisa incrível! Eu amo essa vida! Faço tudo com ele, uma atividade só é boa se ele pode participar! Ele que dita as regras! Acho que todos do mundo inteiro deviam de ter a chance de ter em seu lado uma criança, alguém para nos ensinar a simplicidade da vida, o lado gostoso de viver! Toda criança tem o direito de viver a vida longe de tudo e qualquer coisa que possa prejudica-la!
MÃE
Agradeço a Deus todos os dias por Isaque ter essa oportunidade de crescer em um lugar cercado por muito amor e afeto. Isaque veio preencher meu mundo com toda sua graça e poder que não se pode medir, me enfeitiçou e me prendeu numa rede invisível de puro amor! Não sei o que seria da minha vida sem meu menino, ele nem sequer sabe que não é ele que precisa de mim, mais sim eu que preciso e dependo completamente dele."


Autora: Jaqueline Bernardo Costa
Chegou até aqui, deixe seu comentário!

14 comentários:

  1. Também amo ser mãe de menino, todos os dias agradeço a Deus por essa benção!

    ResponderExcluir
  2. Amo também ser mãe de menino... Lindo post Jaque, com certeza ele sente todo esse amor

    Bjs Mi Gobbato

    ResponderExcluir
  3. Ah! Que lindo! Eu vivo dizendo que ser mãe de menino é ter um mundo muito além do azul. Por aqui também é um arco-íris!

    ResponderExcluir
  4. Isaque te completando diariamente e agora Helena te transformando também. Que delícia ter nos nossos filhos nossa fonte de renovação, de energia, de vida

    ResponderExcluir
  5. também sou mãe de menino e adoro. meu filho é super carinhoso e bem bagunçeiro rsrsrsrs e eu adoro. tem uma energia que não acaba kkkkkk

    ResponderExcluir
  6. Que lindo, ser mãe de menino é realmente incrível. É um mundo diferente que conhecemos a cada dia. Beijos, Fabi

    ResponderExcluir
  7. Que linda declaração de amor! O amor que sentimos por nossos filhos é mágico! Adorei!

    ResponderExcluir
  8. Acho que independente do sexo a chegada de um filho é tão mágico que nos modifica para sempre

    ResponderExcluir
  9. Um filho é sempre um grande amor, um orgulho, uma satisfação. Amo ser mãe das minhas meninas e amaria igualmente ser mãe de meninos.
    Lindo post.
    beijos
    Chris

    ResponderExcluir
  10. Querida Jaque
    Que post mais lindo! Amei!
    A experiência da maternidade é fantástica! E você vai ver, é muito legal ter um casal :)
    Gabriel também ama doces e puxou a mim...rs
    Bjks mil

    ResponderExcluir
  11. Muito amor nesse texto!
    Parabéns pelo meninão!

    ResponderExcluir
  12. Eu fui mãe pela primeira vez com 33 anos e depois disso sempre me perguntei? Filha, onde você estava todos esses anos? Não vejo mais a minha vida sem elas. São tudo pra mim!

    ResponderExcluir
  13. Eu sou mãe de duas meninas, minhas preciosidades! Realmente não consigo me imaginar sem elas!!!!! Beijos Regina

    ResponderExcluir
  14. Bom como tenho 2 meninos... amo, queria muito ter uma menina tbm, mas nem consigo imaginar!

    ResponderExcluir