Adaptação Escolar

Mas essa nova fase na vida da criança pode ser estressante tanto para ela como para os pais e também os professores! É natural uma vez que é o primeiro contato com pessoas que não sejam do seu círculo familiar! Quem nunca ficou ansioso quando, por exemplo, começou um serviço novo?


Estar matriculado na creche/escolinha é muito importante pra a vida social da criança, são nesses lugares que ela desenvolverá brincadeiras e jogos que a ajudarão a enfrentar o mundo, adquirindo novos conhecimentos, expressando seus sentimentos e suas inúmeras fantasias!


Mas essa nova fase na vida da criança pode ser estressante tanto para ela como para os pais e também os professores! É natural uma vez que é o primeiro contato com pessoas que não sejam do seu círculo familiar! Quem nunca ficou ansioso quando, por exemplo, começou um serviço novo?
ADAPTAÇÃO ESCOLAR
Por sentir a separação dos pais nos primeiros dias é muito normal que haja choro e receio! Esse processo de adaptação varia de criança para criança, podendo ser de dias ou de semanas! É natural também que as crianças nesse período se isolem e criem dependência por algum objeto de transição!
A seguir algumas informações sobre o processo de adaptação¹:
  •  A decisão de colocar seu filho na escola deve resultar de atitude pensada, consciente e segura;
  • A vinda da criança para a escola deve ser preparada; entretanto, evite longas explicações para ela, pois isso pode despertar suspeitas e insegurança;
  • A separação, apesar de necessária, é um processo doloroso tanto para a criança quanto para a mãe, mas é superado em pouco tempo;
  • Cuidados devem ser tomados nesse período de adaptação em relação a: troca recente de residência, retirada de chupeta ou fraldas, troca de mobília do quarto da criança, perda de parente próximo ou animalzinho de estimação;
  • O choro na hora da separação é frequente e nem sempre significa que a criança não queira ficar na escola;
  • A ausência do choro não significa que a criança não esteja sentindo a separação. Não force com violência e ansiedade a criança a ficar na escola;
  • Evite comentários sobre a adaptação da criança em sua presença;
  • Cabe à mãe entregar a criança ao educador, colocando-a no chão e incentivando-a a ficar na escola. Não é recomendável deixar o educador com o encargo de retirar a criança do colo da mãe;
  • Nunca saia escondido de seu filho. Despeça-se naturalmente.
  • Incentive a criança a procurar a ajuda do seu educador quando necessitar algo, para que crie laço afetivo com ele;
  • Lembre-se que o educador atende às crianças em grupo, procurando distribuir sua atenção, igualmente, promovendo junto com a mãe a integração da criança;
  • Se os pais confiam na escola, sentirão segurança na separação e esse sentimento será transmitido à criança, que suportará melhor a nova situação;
  • O período de adaptação varia de criança para criança, é único e deve ser avaliado individualmente;
  • Evite interrogatórios sobre o dia da criança na escola;
  • Poderão ocorrer algumas regressões de comportamento durante o período de adaptação, assim como alguns sintomas psicossomáticos (febre, vômitos etc.)
  • É comum verificar-se nessa fase uma ambivalência de sentimentos. O desejo de autonomia da criança e a necessidade de proteção ocorrem simultaneamente;
  • Cuidado com a aparente adaptação. Os pais devem respeitar o período estabelecido pela escola.
  • A adaptação das crianças de período integral inicialmente deve ser feita em um turno (manhã ou tarde).
Fonte¹: Guia do Bebê
A adaptação leva tempo, mas é algo pelo qual praticamente toda criança ira passar! O amor e paciência de todos os envolvidos fará com que esse processo seja menos doloroso! Esse é apenas um dos muitos avanços que a criança precisará fazer em sua vida!

Publicado por: Jaqueline Bernardo Costa
Chegou até aqui, deixe seu comentário!


8 comentários:

  1. Ai, Jaque... esse assunto é bem tenso aqui em casa. Meu filhote sofre bastante com a ansiedade da separação. E olha que ele já vai fazer 4 anos! Contei um pouco da nossa experiência numa poesia:
    http://somelhora.com.br/2017/02/09/adaptacao-escolar/

    ResponderExcluir
  2. É uma fase de muita mudança e não só para os pequenos, mas como também para a família toda. É momento de paciência, carinho e percepção do local que irá acolher o filho neste novo momento.

    ResponderExcluir
  3. Jaque
    Muito bacana seu post
    Eu adorei e concordo! Esta época de adaptação exige atenção e paciência.
    Aqui em casa passamos por algumas mudanças de escolas, mas foi tudo bem tranquilo, ainda bem!
    Muito legais as dicas
    Parabéns
    Bjs, querida

    ResponderExcluir
  4. realmente é uma fase cheia de preocupações, mas se a mãe estiver tranquila acho que o filho vai estar também. Por aqui passamos por isso no começo do ano e foi mais tranquilo do que eu imaginei.

    ResponderExcluir
  5. Realmente é bem delicada esta fase, mas suas dicas foram ótimas! Bjs Regina

    ResponderExcluir
  6. Amiga, sei bem como é, já passamos por isso várias vezes, é sempre complicado e dessa última com o Nick pensei em voltar atrás, o bichinho chorou muito, e olha que já tem quase 12 anos e a escolha da escola foi dele. Adorei o post! bjokas

    ResponderExcluir
  7. Olha passei por isso esse ano e o que eu posso dizer da minha experiência é que mãe sofre junto viu, e como sofre...

    ResponderExcluir
  8. Adorei!!! Esse ano passei com meu mais velho alguns dias de adaptação. No fim deu tudo certo!

    ResponderExcluir