Inverno e a fome dos pets

Animais de estimação sentem mais fome no Inverno: mito ou verdade?
Com a chegada do inverno, muita gente usa a desculpa do frio, para rechear um pouco mais os comedouros de seus pets, com a desculpa de que no inverno eles sentem mais fome. Mas será que é isso mesmo?


Isso é mito ou verdade?
A resposta é: MITO!
Sem querer as pessoas que pensam assim, estão cometendo um erro que pode levar seus amiguinhos a um quadro de sobrepeso e obesidade.

De acordo com Keila Regina de Godoy, médica veterinária, o inverno do Brasil pode ser considerado ameno e não demanda um incremento de calorias para os pets.


“Estamos em um país tropical onde o inverno é ameno. E devemos levar em conta que a grande maioria dos pets que têm dono vive dentro de casa e não fica exposta por longos períodos às baixas temperaturas. Muitos possuem camas, roupinhas e cobertores para se abrigar do frio”, explica Keila.

A situação não é a mesma em países que o frio é mais intenso, onde os animais têm um gasto calórico maior para se manterem aquecidos. Onde o reforço alimentar acaba sendo obrigatório.

Leia mais: Por que castração é um ato de amor?

“Nesses locais de inverno rigoroso, sim, os cães e gatos podem necessitar de um incremento na quantidade de alimentação para compensar as necessidades, principalmente se frequentam áreas externas à residência”, esclarece.

Não use o inverno brasileiro como desculpa e não deixe se levar pela fofura dos seus pets, cedendo aos seus encantos e colocando comida a mais. Em caso de dúvidas, consulte sempre o médico veterinário antes de mudar algo na alimentação do pet.

E não esqueça de garantir uma hidratação adequada, pois com o frio sente-se menos sede, e se ingere menos água.


Deixe água sempre limpa e fresca e evite muita exposição a aquecedores. Cuide de seu pet.

Publicado por: Jaqueline Bernardo Costa
Chegou até aqui, deixe seu comentário!




Nenhum comentário:

Postar um comentário