3 estratégias para pais ajudarem crianças com Síndrome de Down nos estudos

   


A Síndrome de Down é uma condição genética que causa atrasos no desenvolvimento físico e intelectual. Ocorre em um a cada 792 nascidos vivos no Brasil. Cada vez mais vemos crianças com Síndrome de Down frequentar a escola regular, praticar esportes e fazer qualquer atividade que crianças da mesma idade, sem síndrome, fazem. Isso se dá pois as crianças que possuem um cromossomo a mais, do amor, geralmente demonstram boas habilidades sociais, que podem ser utilizadas para aumentar as oportunidades de aprendizado e ensino.


Veja abaixo 3 dicas que podem ser muito úteis:

Visualização

Use a criatividade, não se limitando ao uso de livros com muitas palavras e poucas gravuras ou recursos visuais. Crianças com Síndrome de Down necessitam de demonstrações visuais, imagens e ilustrações.  Por isso, todas elas podem ser usadas com sucesso para auxiliar no ensino eficaz.

Dinâmica

As demonstrações e atividades táteis também são muito atrativas para alunos com Síndrome de Down. Dinâmicas deixam o ensino mais atrativo para as crianças, e consequentemente, o processo de aprendizagem mais fácil.

Linguagem

É necessário usar uma  linguagem clara e frases curtas. Além disso, evitar se expressar de forma ambígua, o que pode causar um pouco de confusão e frustração. Após iniciada a comunicação, a criança com Síndrome de Down precisa de um tempo para que consiga processar a informação e então, formular uma resposta.


A capacidade de comunicar-se claramente pode reduzir significativamente outros problemas que são comuns associados com a condição destas crianças, incluindo depressão, ansiedade e um sentimento de isolamento e exclusão social.


Nenhum comentário